Archive for the ‘No-Break’ Category

Baterias de No-Breaks – Importância da verificação de seu real estado de funcionamento

outubro 30, 2012

O uso de equipamento de proteção de energia, o No-Break é item obrigatório quando lidamos com equipamentos eletrônico e de informática.

O no-break proporciona proteção para seus equipamentos contra a falta de energia elétrica, alimentando osequipamentos através de suas baterias internas, bem como proporcionando proteção contra outros problemas, tais como variações da rede elétrica, picos de tensões, surtos e outros.

De modo a que possa alimentar o computador ou equipamento a ele conectado, o no-break utiliza baterias internas para esta finalidade.

Estas baterias, recarregáveis, possuem tempo de via estimado pelo fabricante, devendo ser periodicamente verificadas.

Ao longo do tempo sua capacidade de armazenamento diminui, diminuindo o tempo de autonomia do no-break em caso de falta de energia.

No-breaks adquiridos para tempo de autonomia de 1 ou mais horas, poderão ter seu tempo de autonomia reduzido para a casa dos minutos, devido as baterias esgotadas e sem condições de carga total.

Em alguns casos, quando a bateria chega ao seu final de tempo de vida útil, a falta de energia elétrica ocasionará o desligamento automático do no-break.

A verificação do estado da bateria do no-break deve ser realizada periodicamente, por empresa capacitada, com equipamentos de medições apropriados para avaliar o real estado de funcionamento das baterias.

A simples verificação do valor da tensão da bateria, normalmente 12Volts, não é suficiente, pois esta poderá apresentar tensão de saída de 12Volts, caindo este valor quando a bateria é solicitada por uma carga.

Nas fotos abaixo realizei medição em uma bateria que já esgotou sua capacidade de carga. A medição com a bateria em aberto, sem carga, mostra sua tensão de saída em 12,8Volts. Quando conectamos uma pequena carga, sua tensão de saída cai para 1,31 Volts.

Baterias com capacidade reduzida de carga, mas ainda em condições de uso podem ocasional a redução drástica do tempo de autonomia do no-break em caso de falta de energia. Nestes casos, o tempo em que o no-break alimentará os equipamentos a ele conectados será reduzido, podendo ocasionar problemas para o usuário.

Para no-breaks de uso pessoal, de pequeno porte a verificação inicial pode ser  realizada pelo próprio usuário. Periodicamente desligue o no-break da rede elétrica e verifique o tempo de autonomia do no-break. Se este tempo estiver reduzido, hora de trocar as baterias.

Outra verificação é normalmente realizada pelo próprio no-break, quando ele é ligado. Auto teste é realizado, porém sem grandes precisões.

Se o no-break indica a necessidade da troca de suas baterias, não espere ele parar de funcionar, troque-as o mais rápido possível.

Baterias podem apresentar problemas internos, não tão fáceis de serem detectados, a menos que realizemos medições de parâmetros internosda bateria.

Um parâmetro de extrema importância a ser verificado é o valor da  Resistência Interna da bateria, valor medido na unidade   .

Uma bateria com o valor de sua resistência interna fora das especificações do fabricante, certamente apresentará problemas sérios em curto espaço de tempo, comprometendo então o funcionamento do no-break.

Imaginemos também um banco de baterias, com 8 unidades de baterias conectadas entre si, 2 delas com problemas internos. Estas duas unidades com problemas internos estará comprometendo as outras 6 unidades. Certamente o usuário não terá condições de realizar esta medição em sua empresa.

Na imagem abaixo realizamos medição em bateria que apresentou sua resistência interna com valor extremamente alto, demonstrando problemas na bateria e necessidade imediata de troca. Esta bateria, com a simples medição de sua tensão de saída mostrava capacidade falsa de funcionamento.

Muitos  usuários só dão conta da necessidade de verificar e trocar as baterias internas do no-break, quando este para de funcionar ou apresenta falhas.

Normalmente isto ocorre nos momentos mais impróprios quando  mais necessitados do computador ou equipamento conectado ao no-break. Já tive cliente ligando para meu celular em um domingo, perguntando se poderíamos fornecer baterias naquele dia.

Aqui estão minhas sugestões:

Periodicamente realize a verificação do real estado das baterias do no-break.

Existindo indicação da necessidade de troca, não espere o problema  agravar, troque imediatamente as baterias.

Utilize baterias de primeira linha e boa qualidade. Cuidado com as baterias de segunda linha e  baterias com preços muito baixos. Já presenciei baterias de péssima qualidade e até mesmo recicladas sendo vendidas como novas e de alta qualidade.

(Assine nossos blogs e os receba por e-mail)

……………………………………………………………….
Arnaldo Mefano
Professor / Pesquisador Universidade Estácio de Sá
|
Computer Solutions
Especialistas em Tecnologia de Proteção em Energia Elétrica / Eficiência Energética
|
Outras publicações do Mefano:
Boletim de Dicas do Arnaldo Mefano

No-Break com baterias de alta capacidade

julho 19, 2012

Quando pensamos na proteção de nossos equipamentos eletrônicos (computadores, tablets, terminais de venda, centrais telefônicas, etc) logo pensamos na utilização de um no-break.

Este protegerá os equipamentos contra problemas na rede elétrica e contra a falta de energia elétrica.

Um ponto de primordial importância é o tempo de autonomia que teremos, no caso da falta de energia elétrica.

Terminais de venda, centrais telefônicas, equipamentos de segurança, computadores de empresa, etc necessitam de tempo de autonomia maior que alguns minutos, pois possivelmente, na falta da energia elétrica, eles continuarão a ser utilizados.

Para uso doméstico, podemos utilizar no-break que porporcione apenaspoucos minutos de autonomia, tempo suficiente para salvarmos nosso trabalho e desligarmos os equipamentos.

Hoje vou falar dos no-breaks fabricados pela  NHS onde nossa empresa, Computer Solutions é Revenda autorizada. A NHS possui linha de produto denominada PDV, que utilizam baterias de altas capacidades.

Propositalmente, estes equipamentos são denominados como PDV, orientados para uso comercial,  empresas e mesmo uso domiciliar quando  tempo de autonomia estendido é necessário.

Vamos considerar um no-break de 600VA, que utiliza bateria de 7Ah. Se este no-break for utilizado para proteger um computador convencional e seu monitor de vídeo, teremos cerca de 8 a 10 minutos de autonomia no caso de falata de energia.

Utilizando no-break da mesma capacidade (600VA) porém com bateria interna de 45Ah (modelo NHS PDV 600E), teremos para este mesmo computador e seu monitor aproximadamente 2 horas de autonomia no caso de falta de energia elétrica.

Vamos agora considerar o uso de 4 computadores convencionais e seus monitores. Utilizando no-break de capacidade de 1200VA com 2 baterias internas de 7Ah, teremos aproximadamente 5 minutos de autonomia no caso de falta de energia.

Utilizando no-break da mesma capacidade (1200VA) porém com bateria interna de 45Ah (modelo NHS PDV 1200E), teremos para estes mesmos 4 computador e seus monitores aproximadamente 20 minutos de autonomia no caso de falta de energia elétrica.

Assim, tão importante quanto o dimensionamento correto da potência do no-break, é sabermos qual o tempo de autonomia necessário no caso de falta de energia.

Para usuários que não são especialistas na área, aqui estão alguns pontos importantes a serem considerados:

> Conheça mais sobre o assunto lendo meu artigo: Problemas de Energia Elétrica: http://www.csolutions.com.br/mundoinf/estab.htm

> Verifique qual a potência consumida pelos equipamentos que serão ligados ao no-break. Nos manuais dos equipamentos esta informação é indicada.

> Determine qual o tempo de autonomia “Realmente” necessário para uso dos equipamentos em caso de falta de energia elétrica. Não se esqueça que o valor do no-break será proporcional a este tempo de automonia.

> Em caso de dúvidas, procure um profissional da área, que certamente fará esta análise observando sempre custos x benefícios

(Assine nossos blogs e os receba por e-mail)

……………………………………………………………….
Arnaldo Mefano
Computer Solutions
Professor / Pesquisador Universidade Estácio de Sá
Outras publicações do Mefano:
Boletim de Dicas do Arnaldo Mefano
Blog do Mefano

Siga nosso Twitter  –   Nosso LinkEdin

Seu No-Break está com as baterias boas?

dezembro 5, 2011

O fim de ano chegou e está na hora de realizarmos as verificações de costume em nossos equipamentos, para não termos surpresas futuras.

Por falar em verificar, você tem verificado as baterias de seu no-break?

Publiquei este artigo no início deste ano, e aqui está ele novamente, atualizado.

Há quanto tempo você não verifica as baterias de seu no-break?

Grande parte dos usuários de computadores só dão conta da necessidade de verificar e trocar as baterias de seu no-break, quando este para de funcionar, deixando-os na mão.

Normalmente isto ocorre nos momentos que mais necessitados do computador e aí, é aquele desespero. Já tive cliente ligando para meu celular em um domingo, pedido para eu abrir a empresa e fornecer uma bateria.

Devemos nos lembrar que o no-break é equipamento de proteção não só para computadores, mas também para equipamentos eletrônicos sensíveis aos problemas da rede elétrica.

Pessoalmente utilizo no-break para proteger meus computadores de mesa, notebooks, carregadores de tablet e celulares. Minha televisão principal, de Plasma e 50” também é protegida por um no-break.

Tão importante quanto a proteção do equipamento, é sabermos o tipo correto de nmo-break que devemos utilizar. No artigo que escrevi e publiquei em meu site (http://www.csolutions.com.br/mundoinf/estab.htm) você encontrará muitas informações sobre o assunto.

A foto que mostro acima  é de um conjunto de baterias que retirei de um no-break que havia parado de funcionar.

O interessante: o no-break alertava para a necessidade da troca de suas baterias, fato desprezado pelo proprietário do equipamento durante semanas.

Como regra, independente de existir ou não indicação ou alerta da necessidade de troca das baterias de meus no-break, recomendo  a troca das baterias de um no-break a cada 2 anos, garantindo assim seu  correto funcionamento.

Periodicamente realize também teste de verificação do estado das baterias. Se possível, realize uma inspeção visual de modo a verificar possíveis problemas.

Realize também o teste da falta de energia, retirando o no-break da tomada e verificando se ele continua a fornecer energia em suas saídas. De modo a não correr riscos de ter seu computador desligado de forma imprópria durante este teste, ligue no no-break apenas uma lâmpada incandescente de 60 ou 100Watts na saída do no-break durante esta fase de verificação.

(Assine nossos blogs e os receba por e-mail)

……………………………………………………………….
Arnaldo Mefano
Computer Solutions
Professor / Pesquisador Universidade Estácio de Sá
Outras publicações do Mefano:
Boletim de Dicas do Arnaldo Mefano
Blog do Mefano

Siga nosso Twitter Nosso FaceBook Nosso LinkEdin

Corte de energia, variações e picos na rede elétrica: Como proteger seus equipamentos?

fevereiro 27, 2011

Muitos usuários acreditam que devem proteger seus equipamentos apenas para os momentos de falta de energia elétrica, esquecendo que outros problemas na própria rede elétrica poderá danificar seus equipamentos.

O grande problema, quando ocorrem os cortes de energia, é a possibilidade de termos aquivos ou programas corrompidos / danificados em nosso computador.

Se algum arquivo ou programa estiver sendo processado ou atualizado neste momento, a operação será interrompida bruscamente, e o equipamento desligado. Informações que estejam em memória de trabalho e ainda não armazenadas nos meios de armazenamento permanente serão perdidas.

A volta da energia poderá ser um grande problema, pois muitas vezes, neste momento fortes oscilações ocorrem, onde picos e sobretensões poderão também estar presente. Este sim será um momento de grande risco ao equipamento, podendo danificar componentes, placas e outras partes.

Mesmo quando não temos a ocorrência de interrupção de energia, a rede elétrica poderá apresentar problemas (cada vez mais constantes nos dias de hoje) tais como fornecimento de tensão muito abaixo ou acima de seu valor nominal esperado, variações rápidas, de curta duração e imperceptíveis a nós, porém com grande potencial de destruição para nossos equipamentos, cada vez mais equipados com componentes sensíveis.

Neste momento a utilização de equipamento  de proteção apropriado será de extrema importância.

Nesta classe de proteção podemos identificar 3 tipos básicos de equipamentos: o filtro de linha, o estabilizador e o no-break.

————————————————————————–

Filtro de Linha:

Tipo de proteção: Surto, Pico de Energia, Ruído

(Surto: Um curto aumento de voltagem durando pelo menos 1/120 de um segundo. Aparelhos de ar condicionados, equipamentos elétricos e outros podem causar o Surto. Quando o equipamento é desligado, a voltagem extra é dissipada pela linha de energia elétrica) .

Protege os equipamentos contra surtos e picos de energia, e alguns modelos também estão preparados para a filtragem de ruídos elétricos.

Atenção: não confunda este dispositivo com as réguas de tomadas de baixo custo encontradas em abundância no mercado.

Estabilizadores:

Tipo de proteção: Subtensões, Sobretensões, Surtos, Pico de Energia, Ruídos

Regula a tensão de entrada. É essencial que incorpore as funções de um filtro de linha para a proteção do hardware.

No-Break

Tipo de proteção: Subtensões, Sobretensões, Surto, Pico de energia, Ruído, Black-out.

Realiza a proteção do hardware, dos dados e dos dispositivos do sistema.

A principal função do No-Break é garantir, no caso de interrupção do fornecimento da energia elétrica, o funcionamento do computador ou de qualquer outro dispositivo a ele conectado com um tempo de funcionamento extra para que o usuário salve seus trabalhos e faça o desligamento seguro e correto do sistema.

No-Breaks de qualidade já incorporam as funções de filtro de linha, garantindo a integridade dos equipamentos a ele conectados, possuindo também programas de gerenciamento para quando da falta da energia elétrica.

————————————————————————–

Para uma efetiva proteção dos equipamentos, sempre recomendo o uso do no-break.

Além de proteger os equipamentos quanto aos problemas de falta de energia, nos momentos de perigos, quando por exemplo um pico de tensão se tornar presente, o no-break por um breve instante passará a alimentar seus equipamentos através de suas baterias internas. A alimentação normal pela rede elétrica será restabelicida assim que o perigo estiver passado.

“Este é o motivo porque eu não utilizo Estabilizadores em minhas instalações”.

O estabilizador, por não possuir baterias internas, não poderá interromper o fornecimento da energia elétrica da rede distribuidora, fornecendo alimentação através das baterias.

Para estes casos, considerando estabilizadores de alta qualidade, teremos a interrupção do fornecimento de energia, desligando de forma brusca nossos equipamentos.

Mencionei os estabilizadores de alta qualidade, pois um estabilizador de baixa qualidade poderá não detetar  o problema a tempo, deixando este passar e danificar o equipamento por ele protegido.

Na Computer Solutions, recebo quande número de computadores para reparo,a grande maioria com problemas causados pela rede elétrica, apesar do usuário estar utilizando um estabilizador.

Quando falamos de no-break, a atenção a qualidade do equipamento deverá ser nossa primeira preocupação.

Vou utilizar como exemplo dois modelos de no-breaks do fabricante NHS (empresa onde também somos Revenda Autorizada) ambos na faixa de 1400VA / 1500VA de potência.

Como selecionar  o no-break apropriado para nossas necessidades?

Bem, como primeiro passo devemos identificar quais equipamentos serão a ele ligados e qual será o consumo total destes equipamentos.

Existem vários tipos de no-breaks (interativos, on-line e outros) cada um indicado para um tipo de utilização. (veja nosso artigo: Problemas de Energia Elétrica)

No-Breaks de diversas capacidade estão também disponíveis. Conhecendo  o consumo total dos equipamentos que serão ligados ao no-break, será fácil definir sua capacidade.

Agora vamos definir se necessitamos apenas de proteção e pequeno tempo de autonomia (apenas necessário ao desligamento dos equipamentos), ou se necessitaremos de algum tempo de autonomia, de modo a podermos continuar nosso trabalho mesmo durante o tempo da falta de energia.

O tempo de autonomia do no-break será definido pelo tipo e capacidade das baterias utilizadas em seu interior.

Vamos mencionar 2 exemplos: o No-Break NHS Compact Plus 1500 e o NHS PDV 1400S (ambos os equipamentos estão em nosso site http://www.csolutions.com.br/produtos/precos/pnobreak.htm)

Caracterísiticas técnicas: NHS Compact Plus III 1500  –  NHS PDV 1400S

O NHS Compact Plus 1500 utiliza 2 baterias de 9Ah de capacidade, enquanto que o NHS PDV 1400S utiliza 2 baterias de 18Ah de capacidade.

Considerando que ligaremos um computador de uso pessoal com monitor LCD e  modem banda larga ao no-break (consumo aproximado de 200Watts) , teremos o tempo de autonomia (aproximado) de 20 minutos do Compact Plus 1500 e de 1 hora e 10 minutos com a utilização do NHS PDV 1400S.

A utilização de equipamentos de proteção contra problemas na rede elétrica é de primordial importância, principalmente nos dias de hoje, onde passamos por problemas de cortes de energia frequentes, variações a todo momento.

Os jornais tem dados especial importância para a divulgação destes problemas, ocorrendo atualmente nas grandes e pequenas cidades.

Hoje mesmo, um artigo no Jornal O Globo (27-02-2011) com título “Depois do Apagão, o verão da oscilação” que recomendo a leitura, abordou este assunto.

 [tweetmeme source=”arnaldorj”]

(Assine nossos blogs e os receba por e-mail)

……………………………………………………………….
Arnaldo Mefano
Computer Solutions
Professor / Pesquisador Universidade Estácio de Sá
 
Outras publicações do Mefano:
 
Boletim de Dicas do Arnaldo Mefano
Blog do Mefano

Siga nosso Twitter
Nosso FaceBook
Nosso LinkEdin

Verificando as baterias do No-Break

dezembro 28, 2010

Há quanto tempo você não verifica as baterias de seu no-break?

Grande parte dos usuários de computadores só dão conta da necessidade de verificar e trocar as baterias de seu no-break, quando este para de funcionar, deixando-os na mão.

Normalmente isto ocorre nos momentos que mais necessitados do computador e aí, é aquele desespero. Já tive cliente ligando para meu celular em um domingo, pedido para eu abrir a empresa e fornecer uma bateria.

A foto que mostro ao lado é de um conjunto de baterias que retirei de um no-break que havia parado de funcionar. Paralelamente, o servidor a ele ligado também não pode mais ser ligado até que a troca da bateria estivesse concluída.

O interessante é que, neste caso, o no-break alertava para a necessidade da troca de suas baterias, fato desprezado pelo proprietário do equipamento durante semanas.

Como regra, independente de existir ou não indicação ou alerta da necessidade de troca das baterias de meus no-break, realizo a troca a cada 2 anos, garantindo assim o correto funcionamento do no-break.

Um outro ponto importante é sobre a qualidade das baterias. Cuidado com as marcas de segunda categoria, compre apenas baterias de primeirla linha, que normalmente possuem 01 ano de garantia.

(Assine nossos blogs e os receba por e-mail)

……………………………………………………………….
Arnaldo Mefano
Computer Solutions
Professor / Pesquisador Universidade Estácio de Sá
 
Outras publicações do Mefano:
 
Boletim de Dicas do Arnaldo Mefano
Blog do Mefano

Siga nosso Twitter
Nosso FaceBook
Nosso LinkEdin

Como testar as baterias de seu no-break ?

abril 5, 2010

Esta é a pergunta que sempre me fazem: Arnaldo, como posso verificar se as baterias de meu no-break estão boas ou já em sua hora de troca?

Apesar dos bons no-break possuirem indicador da hora da troca de suas baterias, sempre recomendo não epserar por este momento, pois poderá ocorrer em um fim de semana, em momento de necessidade de uso do computador etc.

Testar uma bateria de no-break é fácil, mas não para o usuário final, que nem sempre possui as ferramentas, cargas  e medidores apropriados para a realização do teste.

Um método que costumo indicar, principalmente para os no-break de baixa capacidade, digamos os de 350VA, 600VA, 1200VA e 1500VA é através da ajuda de um abajur, com uma lâmpada de 100Watts. Note que a lâmpada deve ser do tipo incandescente e não fluorescente, já que a lâmpada fará o papel de uma carga resistiva que irá consumir 100Watts.

O processo é simples:

Desconecte todos os equipamentos que são alimentados pelo no-break.

Conecte apenas o abajur com a lâmpada de 100Watts.

Antes de ligar o no-break, verifique no site do fabricante qual o tempo de autonomia de seu  no-break com carga de 100Watts.

Nesta imagem , retirada do site da APC, podemos ver a curva que mostra o tempo de autonomia x carga consumida. Assim, para a carga de 100Watts, no modelo de no-break APC BR1500 teremos o tempo de autonomia de aproximadamente 60 minutos.

Tendo certeza de que as baterias do no-break estão totalmente carregadas, ligue o no-break e desconecte o fio de alimentação que liga o no-break na rede elétrica.

Considere variação de 20% no tempo e verifique se o no-break segurou a carga (lâmpada acesa) pelo espaço de tempo esperado.

Se o tempo for muito menor do que o esperado, realize a troca das baterias do no-break, assim você não será pego de surpresa no caso de falta de energia elétrica.

Procure sempre utilizar baterias originais ou marcas recomendadas pelo fabricante de seu no-break. Cuidado com as baterias de segunda linha.

(Assine nossos blogs e os receba por e-mail)

……………………………………………………………….
Arnaldo Mefano
Computer Solutions
Professor / Pesquisador Universidade Estácio de Sá
 
Outras publicações do Mefano:
 
Boletim de Dicas do Arnaldo Mefano
Blog do Mefano

Siga nosso Twitter
Nosso FaceBook

Medindo corretamente o valor da tensão de saída em um No-Break

janeiro 16, 2010

Na semana passada recebi  e-mail de um usuário, informando que realizou a medição do valor de tensão de saída em seu no-break, e no lugar de encontrar o valor de 120Volts, encontrou 80volts.

Na verdade, seu equipamento não apresenta nenhum problema e está fornecendo o valor correto. O método de medição é que está causando o erro, por não ser apropriado.

Vamos ver o que está ocorrendo:

A empresa concessionária de energia elétrica fornece energia para alimentar equipamentos a ela conectados. Esta é uma tensão alternada, senoidal, com forma de onda como mostro na figura abaixo.

Alguns equipamentos eletrônicos não necessitam de uma tensão de alimentação senoidal pura, com este forma de onda exatamente igual a forma acima, como é o caso do computador, monitor de vídeo e outros.

Outros equipamentos, tipo equipamentos eletrônicos de precisão, como por exemplo os utilizados pela medicina moderna,  equipamentos que tenham motores internos com rotação controlada pela frequência da rede elétrica, etc necessitam de alimentação por uma tensão senoidal pura, sem deformações, que poderão comprometer seu funcionamento.

Baseado nestes fatos, equipamentos de proteção tipo No-Break são fabricados para fornecerem saída em onda senoidal puro e saída em onda senoidal aproximada. A diferença de preço entre estes dois tipos de equipamentos é grande.

Na hora de especificarmos um sistema de No-Break devemos prestar muita atenção a este fator: será requerido ou não um sistema de No-Break com saída tipo onda senoidal pura?

Consulte sempre os manuais dos equipamentos que serão alimentados pelo sistema de No-Break, para obter esta informação.

De modo geral, os computadores pessoais não necessitam de alimentação por onda senoidal pura, por utilizarem fontes de alimentação do tipo fontes chaveadas. Assim, com a escolha do tipo correto de No-Break poderemos economizar alguns R$ na hora da compra de um No-Break com saída do tipo onda senoidal aproximada (Semi-Senoidal).

Na figura abaixo podemos visualizar o exemplo de uma onda senoidal aproximada e uma onda senoidal pura.

Agora que  já conhecemos a diferença entre onda senoidal pura e aproximada, para a correta medição de tensão em equipamentos de proteção com saída em  onda senoidal aproximada, tipo de saída utilizada pelos no-breaks de uso mais comum, necessitamos de medidor com características especiais: um Voltímetro  denominado Voltímetro True RMS.

Os voltímetros populares encontrados no mercado não são do tipo True RMS, indicando uma medição não exata  ao realizarmos medições em tensões tipo onda senoidal aproximada. Certamente os medidores não True RMS são bem mais baratos que os medidores do tipo True RMS

Nas fotos que tirei na minha bancada e que mostro abaixo, podemos ver ambos os tipos de voltímetros realizando medição na saída de um no-break tipo saída onda senoidal aproximada.

Na foto acima estamos realizando a medição na saída de um no-break APC modelo BE600-BR, indicado para uso em computadores pessoais e em pequenas empresas.

O medidor da esquerda, tipo True RMS indica o valor correto de tensão na saída do no-break, 116,6Volts.

O medidor da direita, tipo comum não True RMS indica um valor alterado, não verdadeiro de 96,2Volts.

 

Com mais detalhes, em outra medição que realizei, no medidor da esquerda podemos visualizar em sua parte superior a indicação True RMS Multimeter. Este é o tipo de equipamento correto para este tipo de medição.

Assim, se você necessitar adquirir um multímetro do tipo True RMS, ele deverá ter esta informação destacada em seu painel, bem como esta indicação em seu manual.

(Assine nossos blogs e os receba por e-mail)

……………………………………………………………….
Arnaldo Mefano
Computer Solutions
Prof. Universidade Estácio de Sá
 
Outras publicações do Mefano:
 
Boletim de Dicas do Arnaldo Mefano
Blog do Mefano

Siga nosso Twitter
Nosso FaceBook

Vamos proteger nossos equipamentos nesta época de chuvas e trovoadas

janeiro 13, 2010

Hoje, após um dia de muito calor, estamos no início da noite e trovoadas / relâmpagos / raios aparecem no horizonte.

Possivelmente não irá chover, mas os problemas que estes relâmpagos e raios poderão causar em nossos equipamentos de informática conectados na rede elétrica poderão ser grandes.

Grande parte dos problemas nos computadores são causados por problemas da rede elétrica (mais de 50%).

Sistemas utilizados para fins comerciais, escritórios, empresa , etc normalmente estão protegidos, mas e os equipamentos que utilizamos em nossa residência ou em pequenas empresas.

Na grandemaioria das vezes, o usuário se preocupa em comprar um computador com ótimas características, pagando caro por isto, e se esquece do básico, que é a proteção de seus equipamentos contra problemas da rede elétrica.

Alguns acreditam que será necessário um grande investimento para a proteção de seus equipamentos, mas, na grande maioria dos casos, estão enganados.

Para aqueles que necessitam de proteção, porém onde o tempo de autonomia não é importante (tempo que podemos operar o computador no caso de falta de energia), soluções de proteção de baixo custo estão disponíveis.

Um exemplo é a proteção de um computador com monitor de vídeo: O uso de um no-break de 600VA será suficiente, investimento de cerca de R$330,00 e tempo de autonomia de cerca de 10/15 minutos.

Puxando a sardinha para meu lado, já que comercializo os no-break APc, uma boa sugestão é o No-Break APC BE600D-BR.

Para usuários que necessitam um tempo mais de autonomia, o uso de no-break de 1500VA (APC BR1500LCD) proporcionará autonomia de aproximadamente 30 minutos, com investimento de aproximadamente R$760,00.

Não podemos esquecer que o valor do equipamento de informática, nosso computador, não é contabilizado apenas com o valor gasto em sua compra e sim seu valor de compra e o valor das informações que ele armazena e proporciona ao usuário.

Qual será o impacto em seu dia a dia, e em seu trabalho / estudos no caso do computador apresentar problemas.

Para os interessados no assunto, veja o artigo que escrevi sobre problemas da rede elétrica e tipos de proteção. Este artigo está disponível no link:

http://www.csolutions.com.br/mundoinf/estab.htm

Para conhecer os modelos de no-break APC: http://www.csolutions.com.br/produtos/precos/pnobreak.htm

(Assine nossos blogs e os receba por e-mail)

……………………………………………………………….
Arnaldo Mefano
Computer Solutions
Prof. Universidade Estácio de Sá
 
Outras publicações do Mefano:
 
Boletim de Dicas do Arnaldo Mefano
Blog do Mefano

Siga nosso Twitter
Nosso FaceBook